terça-feira, 6 de novembro de 2007

Ensino Superior


Diz Mariano Gago que as universidades da Europa estão a considerar a hipótese de os mestrados virem a ser exclusivamente leccionados em língua inglesa. Diz ainda que estão a pensar em trazer mais alunos para os mestrados. e há quem se alegre pelo facto de isso trazer mais competitividade ao ensino superior.

Está certo. Está tudo muito certo. Nós já sabemos que Portugal é um país atrasado e que o ensino superior não é para todos, mas torná-lo mais competitivo não será gerador de mais injustiça social? É que nem toda a a população estudantil das faculdades domina a língua inglesa. Há-os, mais velhos, que conhecem melhor o francês que o inglês. Será justo cavar mais ainda este fosso impeditivo de uma boa progressão nos estudos para aqueles que se expressam melhor em língua portuguesa?

Fernando Pessoa dizia que a Língua Portuguesa era a sua pátria, a minha também. E agora, já não posso fazer mestrado? Parece que alguém me quer cortar as pernas.

2 comentários:

Metamorphosis disse...

Mais um acto nojento deste governo traidor à Pátria, é mesmo assim por muito radical que possa parecer. Este governo vende-nos a nós e a nossa independência tanto na UE como em negociatas com Espanha. Como se isso não bastasse agora quer-nos privar da nossa lingua, da nossa cultura, património e herança. Hoje é nos mestrados amanhã será um pouco por todo o lado.

Lilith disse...

Tens razão, Metamorphosis. São, como disse alguém, os efeitos colaterais negativos da globalização.
Receio que seja irreversível.