quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Teia


Como um fatal predador

que da presa se apodera

sem pressas ardes no fogo

da tua própria fogueira


Besta dos sete monstros

monstros de sete cabeças

cabeças de sete faces

animal enlouquecido

que a mim mesma aprisiona


Insecto na tua teia

em corpo transfigurado

de carne viva ultrajada

fora de mim se alevanta

uma força de alma pura

que lá longe se agiganta

6 comentários:

S.M. disse...

Isto é que é inspiração e coragem! Parabens!Obrigada pela visita ao meu cantinho!Até à próxima :)

Metamorphosis disse...

Intenso...quente:)

Beijinhos:)

Lilith disse...

Obrigada aos dois pela visita.
Metamorphosis, não consigo aceder ao teu blog.

Metamorphosis disse...

Eu fechei o blog:)

Beijinhos:)

coisa má disse...

Gostei da imagem! lol! fica bem...

TOZE Canaveira disse...

Pena tanto pixeis nesta imagem.
....